Tragédia em Santa Maria

É muito triste acompanhar uma notícia como essa: 236 pessoas mortas e mais de 100 feridas, algumas em estado grave, todas vitimas do incêndio que aconteceu na madrugada de Domingo (27) em Santa Maria-RS. O Brasil está de luto.

Esses jovens estavam reunidos numa boate juntamente com amigos e colegas da faculdade, segundo informações cerca de 1500, para se divertir, beber, namorar; alguns inclusive comemorando a data do seu aniversário.

Suponho que todos estavam ali, felizes e despreocupados pois não imaginavam a tragédia que estava para acontecer e muito menos que em poucos minutos as suas vidas estariam em perigo ou que eles a perderiam.

Ninguém poderia imaginar, pois ninguém é capaz de prever o dia da sua morte...

Em poucos minutos o fogo se alastrou e começou o horror. Pessoas se pisoteando, encurraladas e lutando para sobreviver. Elas estavam tentando fugir, mas não haviam saídas. 

Na única que havia disponível, inicialmente as pessoas foram impedidas de sair, pois os seguranças exigiam o pagamento das comandas. Mal sabiam eles que o mais importante estava em risco: VIDAS e quando perceberam a gravidade da situação, então o dinheiro e o lucro daquela noite perderam o valor. 

Paredes tiveram de ser quebradas para resgatar corpos e sobreviventes. Um capitão da Brigada Militar disse que chegou a tirar mais de 180 pessoas mortas dos banheiros. 

Para Rodrigo, um dos seguranças da boate foi como um filme de terror:

"A gente pediu para as vítimas saírem, tinha bastante gente ali. No meio do tumulto, [elas] começaram a se pisotear, teve gente que não teve tempo de sair. A gente conseguiu resgatar algumas pessoas, mas algumas pessoas tiveram 80% do corpo queimado, não resistiram... teve colega nosso de trabalho que faleceu. [Situação de pânico] total. Só quem estava ali, viu. Filme de terror".

Um filme bem real! Só de imaginar a cena e vermos as imagens na TV e na internet, sentimos agonia e até mesmo o desespero. É impossível não sentir a dor da morte desses jovens!

A morte é um golpe duro. Em alguns casos é inaceitável e revoltante, principalmente quando se trata de pessoas que mal começaram a vida. Mas ela não é inevitável e tragédias podem acontecer a qualquer momento, em qualquer circunstância e lugar, até numa igreja não é mesmo?

É claro que o que aconteceu em Santa Maria foi uma fatalidade, mas uma coisa é certa, de forma alguma foi da vontade de Deus, pois Ele não tem prazer na morte de ninguém! 
Talvez seja consequência da irresponsabilidade de muitas pessoas: dos donos da boate, dos músicos, de quem deveria fiscalizar e vistoriar o funcionamento do local... 

Mas apesar de dolorosa e inaceitável, a morte não é o fim; o mais importante é o destino da alma. 


É por isso que falamos de Jesus e nos preocupamos de levar a Palavra da Salvação para as pessoas ao nosso redor.

Existem aquelas que não aceitam, que escarnecem, que não dão crédito. Acham que é tudo balela, perda de tempo, que tem mais é que curtir a vida e os prazeres que ela oferecem, sem se importar com o destino de suas almas. Esquecem que em segundos a vida aqui nesse mundo pode acabar e esteja a pessoa dentro de uma igreja ou numa balada qualquer por aí, as suas almas terão um destino e elas é quem escolhe (em vida) qual será esse destino. 


Quem é que sabe ou pode afirmar qual foi o destino da alma de qualquer pessoa? Ninguém! Só Deus e ela mesma. Mas um dia será revelado...

Quanto ao mais, peço para Deus fortalecer as famílias que nesse momento vivem a dor e angustia pela perda dos seus entes queridos, pois só Ele pode fazer com que cada uma supere esse dor.



Postar um comentário